PMU desde 2002 enterra a própria cultura com o Teatro Grande Otelo

A PMU – Prefeitura Municipal de Uberlândia há quase duas décadas enterra a própria cultura diante do cenário do Teatro Grande Otelo é realmente vergonhoso ver o nosso patrimônio histórico nestas condições, mostra o valor que é dado a nossa cultura e o quanto somos insignificantes ao eleger nossos gestores públicos, esta publicação é em homenagem ao nosso saudoso Grande Otelo que, no último dia 18 de outubro de 2019 estaria fazendo 104 anos de idade ou, 102 anos conforme seu registro e, é incompreensível ou pelo menos ilusório o que visualizamos descrito na página do próprio site da PMU, conforme imagem abaixo ou clicando aqui

Na mesma página são exibidos três imagens, sendo uma do antigo Cine Vera Cruz, uma segunda do Teatro na década de 1990 quando ainda funcionava na gestão de Virgílio Galassi e uma última foto atualizada de 2018 nas atuais condições. As palavras da PMU em sua página seriam lindas e dignificantes se observássemos como uma verdade pois, vermos a PMU soltar uma nota, ainda que tardia em 07/2019 falando da importância do Teatro Grande Otelo, nos causa confusão mental.

Faltam Poucos dias para o nosso Teatro completar 20 anos de abandono

Clique aqui e Assine nossa Petição para juntos reabrirmos o Teatro

Basta o seu Nome e WhatsApp, é grátis!

COMPARTILHE!!! Quanto mais assinaturas melhor para lhe representarmos!

Otelo, Othelo ou Othello

Cortando o assunto, queremos também alertar através desta matéria a correta escrita do nome Otelo como é renomeado de diferentes formas pela própria PMU, dizem agora que é Teatro Grande Otelo, mas se olharmos a antiga fachada do Teatro na imagem acima, veremos que esta como Teatro Municipal Grande Othelo com “th”, ou poderemos novamente confirmar o nome nos dirigindo ao seu local de sepultamento, certamente registrado também na própria PMU através do Cemitério Municipal São Pedro, conforme disposto na imagem abaixo…

É necessário definirmos de vez este nome e a sua origem, pois esta confusão nos leva a imaginar que, alguém não sabe escrever ou, que a sua própria terra natal não consegue identificar o nome correto de nosso ilustre Grande Otelo, Othelo ou seria Othello, indiferente das opções em que julgamos correta, acreditamos que a atual administração acertou o nome, onde seguiremos tratando por Otelo, devendo a PMU ou responsáveis corrigir o nome artístico descrito em sua sepultura mantendo definitivamente como Otelo. Vamos aos fatos que nos leva a acreditar na hipótese desta nomeação…

Talvez muitos não saibam que o seu nome de nascença era Sebastião Bernardo de Sousa, onde efetuou seu registro de nascimento tardio, em 1930, pois não tinham certeza da real data de seu nascimento, assim escolheram 18 de outubro de 1917, mas acreditavam que ele havia nascido em 1915, em Uberabinha, atual cidade de Uberlândia, em seu batizado mudou-se o sobrenome de “Bernardo” para “Bernardes”, incluindo o sobrenome “Prata”, pois era filho da cozinheira da residência dos Prata com seu patrão.

Na verdade o seu nome artístico foi criado por Jardel Jércolis, amigo e produtor, que achou o nome muito grande para um artista e para seu tamanho, um metro e cinquenta centímetros, mas reconhecendo seu enorme talento, o apelidou como “The Great Othello”, dando a alusão ao personagem negro de Shakespeare, disposto na imagem abaixo, vejam a real semelhança… 

Mais tarde, o apelido foi assumido como pseudônimo e abrasileirado para o ”Grande Otelo”. Muitos uberlandenses acreditam que esse nome nasceu, na verdade, da lembrança de sua infância como engraxate, na portaria do Grande Hotel Central de Uberlândia.

Na imagem acima o fotógrafo estava a sombra da Sibipiruna da avenida João Pinheiro, clique aqui para ver atualmente no Google Street. Vale a pena visitar a Gazeta do Triângulo onde, tem esta imagem e muito mais no link http://gazetadotriangulo.com.br/tmp/colunas/do-grande-hotel-para-o-mundo/ onde encontrará um conteúdo muito sadio sobre o Grande Otelo que, saiu do Grande Hotel para o mundo.

Ainda na mesma página da PMU citada no começo desta matéria, os mesmos se mostram cientes de que a obra do Teatro Grande Otelo, quando era o Cine Vera Cruz foi construída em 1966 e que é elemento fundamental na formação da identidade cultural da cidade de Uberlândia, reconhecendo que, atrelado à sua materialidade, “ou como no caso de seu abandono e descaso completo”, existem valores, sensações, significados sociais e elementos subjetivos indissociáveis das tradições e memórias da comunidade local, “porém frisamos que, nossa cultura é de acesso internacional, não restringindo as nossas tradições e memórias ou apenas a comunidade local, da mesma forma que nossos méritos culturais e até mesmo a nossa vergonha se tornam internacionalizadas” disseram também na página reconhecerem o seu valor histórico, cultural e simbólico enquanto um Teatro que é parte da construção da cidade e da identidade de seu povo. “Misericórdia PMU, se o atual Teatro Grande Otelo em suas condições de abandono é a identidade do povo de Uberlândia, nossas lágrimas correm por tamanha ofensa cultural”.

Com palavras bem trabalhadas e no verbo popular, “falando difícil” a PMU ainda em seu próprio site, disse: “Tendo em vista a sua importância e o arraigado sentimento de pertencimento da comunidade e acatando a Ordem Judicial do Processo de nº 0389161-56.2011.8.13.0702, no qual Excelentíssimo Juiz da 1ª Vara da Fazenda Pública determinou o tombamento do prédio conhecido como Teatro Grande Otelo o COMPHAC deliberou favorável à abertura do processo de Tombamento, concluído através do Decreto nº18035, de 1º de abril de 2019

Realmente não sabemos até onde a PMU em sua administração, reconhece a hombridade de se acatar uma Ordem Judicial, pois de acordo com nossas informações o TJMG – Tribunal de Justiça de Minas Gerais em fevereiro de 2017 ainda no atual mandato de Odelmo Leão, estabeleceu-se o prazo de 18 meses para a Prefeitura Municipal começar a fazer as obras no Teatro, onde atualmente no ato desta matéria estamos com mais de 33 meses, ou seja 15 meses acima do estabelecido pelo TJ, e o patrimônio referido ainda se encontra mais deteriorado que antes e em pleno estado de abandono, assim como se encontra a cultura destinada ao mesmo em benefício da população.

Não se trata de sensacionalismo, são fatos reais de descaso e abandono, veja esta matéria de fevereiro de 2011 no link https://www.farolcomunitario.com.br/uberlandia_100_1033-teatro-grande-otelo-sera-reconstruido.php, onde Odelmo Leão atual prefeito e também prefeito na época, disse há mais de 8 anos: O Grande Otelo é um marco cultural de nosso município e eu tenho que ter responsabilidade ao reconstruí-lo. Determinei que a secretária de Cultura providencie a licitação para a apresentação de um projeto para a reconstrução do local. Aí faremos a avaliação, analisaremos a parte orçamentária e começaremos a fazer os investimentos necessários. Portanto nossa queixa se encontra em atraso por quase duas décadas, talvez por motivos assim que a nossa cultura e educação se encontra nas atuais condições.

A PMU deveria realmente rever a questão de se efetuar o tombamento histórico de um prédio, sem que o mesmo esteja devidamente reabilitado, acatar uma ordem judicial de tombamento histórico é fácil e até coloca o seu nome no hall da história, mas é outra história acatar uma ordem judicial que, estabelece o prazo para começar a fazer as obras no Teatro, ou projetos como a secretaria de comunicação prefere dizer em momentos onde buscávamos respostas e obtivemos apenas correções, sem falarmos que a PMU esta ilusionando nossos turistas que, acessam a página de endereços culturais da cidade de Uberlândia, como se houvesse algum tipo de atendimento ao público no local, conforme o link seguinte que devemos também utilizar para, verificar como andam os cuidados com demais imóveis de nosso patrimônio público e cultural, acesse https://www.uberlandia.mg.gov.br/portal-da-transparencia/atendimento-ao-publico/cultura/ ou na imagem abaixo…

O mínimo de respeito seria colocar em Atendimento ao público: Fechado por tempo indeterminado, ou Fechado por Improbidade Administrativa como preferirem, desde que poupem as pessoas, preservando até mesmo as suas vidas de um possível desabamento ou acidente no local. 

Clique aqui e insira o seu Nome e WhatsApp para juntos reabrirmos o Teatro!

Entrevista

Em entrevista para o Diário de Uberlândia o prefeito Odelmo Leão Carneiro se lamenta de uma dívida de R$ 1 bilhão e demais prejuízos, onde de acordo com o nosso interesse, compartilhamos a seguinte pergunta que foi dirigida ao mesmo em dezembro de 2018, que diz:

Diário de Uberlândia: Como está ocupação do Teatro Municipal? E as situações dos teatros Rondon Pacheco e Grande Otelo?”

Odelmo Leão: O Municipal nunca teve a ocupação que tem agora. A secretária Mônica faz um bom trabalho. O Rondon Pacheco tem problemas de interdição por estrutura e já foi devolvido ao estado. O Grande Otelo ainda está judicializado. Quando tentei fazer recuperação, fui impedido por ações judiciais e isso é discutido até hoje. Então vamos deixar que a Justiça decida. Assinei o tombamento do teatro Grande Otelo e o acervo dele também e vamos esperar para saber o que faremos.

´É muito fácil compreendermos o porque que, “O Municipal nunca teve a ocupação que tem agora“, basta observarmos o que foi dito logo em seguida “O Rondon Pacheco tem problemas de interdição por estrutura e já foi devolvido ao estado” ou seja, não tem teatro, depois diz que “O Grande Otelo ainda está judicializado” novamente não tem teatro, assim sendo torna o Teatro Municipal um sucesso de bilheterias. Nossa!? Será que, seria este o objetivo? Não, não, achamos que não, né!

No que se refere às ações judiciais, as únicas que nós do PRONEC identificamos sem a ajuda da secretaria de comunicação são as que o TJMG, citado mais acima, estabeleceu o prazo para começar a fazer as obras no Teatro em 2017, portanto se existe alguma intervenção judicial sendo discutida até hoje, basta nos enviar a cópia que teremos o maior prazer em anexar nesta mesma matéria em sua atualização, defendendo a PMU em sua causa ou quem deve ser defendido em nome de nossa cultura, podendo a PMU acessar nossos contatos ou responder ao chamado com o número da solicitação: 2019142955 realizado no site da PMU e que, até a data desta matéria não foi respondido pela secretaria de comunicação, portanto se estamos ausentando alguma informação é porque esta nos foi negada.

Este é o terceiro mandato de Odelmo Leão como prefeito, estando a frente da administração pública de Uberlândia, em seu primeiro e segundo mandato o município não tinha um déficit bilionário, portanto sempre houve oportunidades para salvar o nosso Teatro Grande Otelo. Culpar partidos opositores ou demais políticos não vai resolver e nem mesmo ajudar para reativarmos o nosso Teatro, nossos políticos devem ter a ciência de que, se estão vendo que existe uma crise basta não se candidatar e, caso venham a se candidatar sendo eleitos para assim perceberem a crise, existe a opção de renúncia, ou só resta trabalhar, quanto a culpabilidade de terceiros e opositores são para os fracos. 

Clique aqui e insira o seu Nome e WhatsApp para juntos reabrirmos o Teatro!

Pichações e Abandono

A imagem abaixo foi também coletada pela equipe do PRONEC no último dia 11 de novembro de 2019 e retrata a pichação em uma de suas paredes externas, mostrando além de um clamor público um abandono e descaso completo, onde nossos administradores aparentemente perderam a dignidade de, se envergonhar diante de um quadro que reflete a sua incapacidade administrativa, no contrário já teriam pelo menos pintado ou apagado as mensagens, tomando as devidas providências na restauração.

Histórico de Pichações

Depois de quase 20 anos de abandono o próprio tempo se encarrega de apagar as pichações, dando lugar para outras que, durante todo este período não faltou cenas de protestos e súplicas frente ao Teatro Grande Otelo, onde agradecemos a cada um que deu um grito de socorro em nome de Grande Otelo, em nome de nosso Teatro, em nome de nossa Cultura, em nome de nossa Dignidade, agora chegou a hora de unirmos forças e o PRONEC está a disposição para isto, nosso grito soará tão alto como se fossemos o próprio Grande Otelo e nossa voz será ouvida, clique aqui e assine a nossa petição pública, compartilhe com seus contatos, pois quanto mais assinaturas mais fácil será para alertarmos nossos políticos da necessidade de se reabrir o Teatro Grande Otelo na restauração de nossa Cultura.

Risco de Desabamento

Nas imagens abaixo, podemos identificar um risco eminente de desabamento, calçada não existe, pois esta cercada com postes de madeira e arame liso que, estão por parte rompidos por moradores de rua e pessoas que aguardam programas habitacionais e assim seguem utilizando a calçada do Teatro como moradia, ignorando o risco de desabamento, o que aumenta as chances de que vidas sejam comprometidas no local, o que muito nos preocupa em nossa causa, pois em uma terra em que, se ignora quanto a segurança de vidas humanas, quem dirá no que se refere a cultura das mesmas. 

Nas duas últimas imagens acima, se vê que a PMU estendeu a calçada para a rua cercando a mesma com paralelepípedos, porém flagramos moradores caminhando fora da proteção, onde alguns caminhavam olhando para cima, como se compreendessem o risco de desabamento que, pela altura da parede do Teatro Grande Otelo, mesmo que um pedestre estivesse no meio da rua ou até mesmo na outra calçada. poderia ser atingido por estilhaços de um possível desmoronamento de um patrimônio público cultural esquecido por nossas autoridades.

Ainda em nossas imagens registradas no último dia 11 de novembro, vamos abaixo observar a fachada do Teatro Grande Otelo frente a avenida João Pinheiro, onde se vê marquises danificadas por infiltrações e até o crescimento de mato por cima das mesmas aumentando o risco de desabamento, pichações com protestos e súplicas diversas, postes caídos, arames rompidos, paralelepípedos soltos, transito intenso de veículos, caminhões e ônibus que, com o seu peso estremecem as estruturas do Teatro e tudo isto acontece em um cenário desolador de abandono e descaso do poder público.

Registramos também nas mesmas imagens crianças caminhando nas mediações enquanto um homem, que, com o seu colchão dormia tranquilamente bem em frente, ao que um dia foi a portaria do Teatro Grande Otelo, certamente se tratava de um morador de rua, talvez o mesmo em seu sono profundo represente a Prefeitura Municipal de Uberlândia com suas administrações que, inconsequentemente seguem em seu sono, como se não houvesse nenhum risco, como se não existisse um desejo ou uma necessidade, como se a cultura da cidade de Uberlândia merecesse esta representatividade.

Esclarecemos que, o PRONEC e seus integrantes não tem cunho de interesse político ou partidário, onde destinamos nossas ações em benefício da sociedade brasileira, no que se refere a segurança e qualidade da educação e cultura de nosso país, para nós pouco importa quem é o prefeito agora, nos importamos com quem irá reabilitar o Teatro, pois se não resolvermos agora, o prefeito é substituível, mas a PMU e a população de Uberlândia estão construindo a sua cultura a cada dia e, se nos calarmos deixando como esta continuaremos sendo esmagados e humilhados a cada dia em nossa dignidade social.

O descaso junto ao Teatro Grande Otelo veio pouco depois do último mandato da gestão de Virgílio Galassi que ocorreu de 1997 ao ano 2000 e, a população elegeu consecutivamente como prefeito, a pessoa de Zaire Rezende que de 2001 até 2004 iniciou a carreira de descaso com o nosso Teatro, conseguindo apenas a interdição das atividades do mesmo que, ocorreu no ano de 2002 segundo o Repositório da Universidade Federal de Uberlândia em sua matéria, disponível aqui. Vale lembrar que, a interdição judicial, em ação civil pública foi representada pelo Ministério Público Estadual (MPE) apenas em 2011.

Em 2005 foi eleito Odelmo Leão Carneiro Sobrinho e reeleito em seu segundo mandato em 2009 e em 8 anos seguidos fechou dezembro de 2012 também com a incapacidade de suprir as necessidades para a reativação do Teatro Grande Otelo, dando continuidade a aniquilação da cultura uberlandense.

Já em 2013 a restauração e reativação do Teatro Grande Otelo fazia parte do programa de governo do prefeito eleito Gilmar Alves Machado, que também foi mais um protagonista que, até 2016 nada fez pela cultura, pelo menos no que se diz respeito ao Teatro Grande Otelo.

E agora, no atual exercício de 2017 à 2020 foi novamente eleito em seu terceiro mandato a pessoa de Odelmo Leão Carneiro Sobrinho, onde ainda se encontra nas mãos do mesmo a oportunidade de realizar algo pela cultura da cidade de Uberlândia, através do Teatro Grande Otelo e acreditamos fielmente que, isto ocorra até dezembro de 2020 data de encerramento de seu mandato, onde poderemos trabalhar juntos para que o mesmo seja renovado, ou não. Em caso positivo nos dispomos a fazer a divulgação da obra em sua conclusão final, estando ao lado de quem contribui com a educação e cultura independente de quem seja ou de qual partido ou ideologia esteja, onde trabalhamos sempre com a verdade.

Em seu primeiro, segundo e terceiro mandato, Odelmo Leão através do partido PP tendo vices do PSDB, PP e PSD e depois de aproximadamente duas décadas somente nos resta acreditar que, tanto os partidos como o prefeito Odelmo, estão se empenhando em iniciar e concluir as obras do Teatro Grande Otelo, antes do fim deste mandato e antes que o Teatro se desmorone por completo, tendo em vista que, a não conclusão e reativação desta obra, será crucial para apresentar o fracasso da administração por três mandatos consecutivos em falha grave com a cultura da mesma população, mas em breve mudaremos esta realidade e seremos todos um, em um único ideal satisfeitos com a realização e recuperação da cultura brasileira.

Atual Responsável pelo Teatro

E por tanto falar em acreditarmos que algo de bom vai acontecer com o nosso Teatro Grande Otelo, para para pensar que, realmente os nossos governantes não são os culpados pelo descaso com a educação e cultura local, talvez nem mesmo sejam os responsáveis pelo Teatro Grande Otelo, se existe alguma culpa por nossa cultura chegar a este ponto, se existe algum responsável os únicos e exclusivos são a própria sociedade, isto mesmo, você que elege os seus governantes é o responsável por estar diante deste cenário desolador de abandono e destruição e, o pior é que ainda voltamos a reeleger os mesmos políticos sem cobrar providências, onde na primeira vez eleito, tudo bem, duas vezes eleito pode até ser uma chance aceitável e compreensível de se esperar uma conclusão de, como diz a própria secretaria de comunicação como um simples “projeto”, talvez no objetivo de banalizar ainda mais a obra que deve ser realizada, mas esta já é uma terceira eleição, e será realmente inaceitável e incompreensível acreditar na realização desta obra e na reabertura de nosso Teatro Grande Otelo pela mesma administração em um quarto mandato. Esta é a nossa opinião, mas respeitamos você leitor que pode opinar e contribuir com esta matéria e até mesmo com a cobrança de resultados, aqui não lhe excluímos, nosso espaço é democrático.

VAMOS SALVAR O TEATRO? ASSINE EM 30 SEGUNDOS

No Rio de Janeiro

No elemento do desenvolvimento desta matéria, encontramos pela Web inúmeras súplicas em prol da reabilitação do Teatro Grande Otelo em Uberlândia, qualquer um interessado pode fazer estas pesquisas ou deixe-nos pesquisar no Google por você clicando aqui, algumas destas queixas nos chamam bastante a atenção, entre elas as palavras de Eduardo Moreira, que ainda em 27 de outubro de 2011 entre nobres palavras disse: “Há anos assisto, com enorme tristeza, o fechamento de longa data desse “abrigo de sonhos” em Uberlândia, que leva o nome de seu artista maior e um dos maiores artistas populares de todos os tempos. Acho realmente muito estranho que os poderes públicos tenham dinheiro para construir um teatro como o do projeto de Oscar Niemeyer e não tenha a sensibilidade de manter um espaço que pertence à história da cidade e que, cuja manutenção, ´é sem sombra de dúvidas, imensamente inferior em termos de custos do que o primeiro. Sem entrar em picuinhas e detalhes políticos (que certamente serão muitos e bem intrincados), peço, que todas as pessoas de bem, artistas e não artistas, políticos e não políticos, pessoas que amam e lutam pela cultura de Uberlândia, de Minas e do Brasil, juntem as mãos e lutem pela preservação e o reerguimento desse teatro que, na minha memória, está intimamente ligado à esperança e ao sonho de fazer dos homens pessoas melhores.” veja esta matéria na integra clicando aqui.

Por um instante, mesmo percebendo que somos todos brasileiros nos dá o sentimento de que alguns mineiros desejam ser cariocas, desmerecendo seu próprio valor cultural, amamos e respeitamos tudo o que vem de Oscar Niemeyer, que é considerado uma das figuras-chave no desenvolvimento da arquitetura moderna do Brasil e do mundo, tendo nascido e falecido no Rio de Janeiro, mas primeiro devemos cuidar dos filhos de nossa terra.

O Grande Otelo saiu de Uberlândia e foi para o Rio de Janeiro em busca de reconhecimento nacional e obteve muito mais do que isto levando o nome da cidade de Uberlândia para os quatro cantos do mundo, como o Rio já é uma terra de cultura valorizada o mesmo não aconteceria se um carioca viesse para Minas Gerais, a menos que alguém o fizesse trazendo algo de fora para satisfazer o próprio ego, onde nasce o despertar da real necessidade de se valorizar os próprios frutos.

Com o falecimento de Grande Otelo em 1993 tão logo a cidade de Uberlândia viu a vantagem de se apoderar de seu nome, exibindo para o mundo que ele é mais um filho da fertilidade de talentos desta terra e, assim onde antigamente abrigava o Cine Vera Cruz, foi renomeado como Teatro Grande Otelo em 1996, como forma de homenagear o famoso uberlandense.

Se quem promoveu esta homenagem ao Grande Otelo imaginasse que, as administrações públicas seguintes fizessem o que estão fazendo até agora, ou deixando de fazer, talvez achariam melhor ter demolido definitivamente o Cine Vera Cruz, poupando o nome de nosso famoso uberlandense Grande Otelo, desta vergonha secular, talvez centenária ou quem sabe até mesmo milenar, pois para corrigirmos tantas postagens falando mal de nosso Teatro, na disposição destes registros deploráveis sobre a nossa cultura, nos despindo, nos envergonhando e aflorando nossas fraquezas em níveis internacionais, pode ser e é uma missão praticamente impossível, estamos criando a nossa história com este abandono cultural. Será que as pessoas conseguem compreender o prejuízo desta nação?

Até a Esquina Musical listou o Grande Otelo entre os 10 mineiros que poderiam ter nascido no Rio de Janeiro…

“Grande Otelo (1915-1993)”
“Considerado um dos maiores humoristas da história do Brasil, Sebastião Bernardo da Costa começou a carreira nos teatros de revista e cassinos cariocas, quando ainda não havia ganhado a alcunha de Grande Otelo, pela qual ficaria conhecido em filmes como “Macunaíma”, onde encarnava o tipo brasileiro que se caracteriza pela preguiça. Ele nasceu em Uberlândia, no Triângulo Mineiro, e compôs, com Herivelto Martins, o samba “Praça Onze”.” Veja mais clicando aqui

A PMU inaugurar no dia 20 de dezembro de 2012 ainda no final do mandato de 8 anos de Odelmo Leão o Teatro Municipal de Uberlândia com uma obra de arquitetura de Oscar Niemeyer investindo cerca de R$ 25 milhões valorizando o que há de melhor no Rio de Janeiro, chamando a atenção do Brasil e do mundo é realmente respeitável e dignificante para a nossa cultura, isto se não fosse enquanto o Teatro Grande Otelo se desmancha entregue ao tempo e a própria sorte. De alguma forma, sentimos que o abandono de nossa cultura nos motiva há, nos envergonharmos de sermos uberlandenses. O Rio de Janeiro continua lindo e merece ser valorizado, obter este destaque é importante desde que a nossa cultura não seja atropelada, observemos que outros estados brasileiros dão mais valor ao nosso saudoso Grande Otelo, se comparado a sua própria terra natal. Veja as seguintes matérias, clique nos títulos para ver mais…

Assine a Petição Pública e vamos ao Teatro

Homenagens ao Grande Otelo

Escola de samba carioca homenageia artista Grande Otelo e Uberlândia – Fonte: G1

Encontro homenageia Grande Otelo – Fonte: Secretaria Especial da Cultura 

Núcleo de Arte Grande Otelo 

Ziraldo homenageia Grande Otelo criando troféu estilizado do ator – Fonte: Glamurama 

Google Street View

Teatro Grande Otelo de São Paulo ativo e operante

 

Teatro Grande Otelo de Uberlândia abandonado e inoperante

Assine a Petição Pública e vamos Salvar o Teatro

Parasitas do Teatro Grande Otelo

Calma, calma! Não estamos falando de nossas administrações publicas, mas sim de plantas que são parasitárias e que enraízam destruindo os nossos imóveis caso não sejam retiradas. Observe ainda no Street View do Teatro Grande Otelo acima que, rumo ao poste na antiga portaria e em cima da marquise que, existia uma planta parasitária crescendo, agora veja abaixo o tamanho que chegou a mesma planta em imagem coletada por nossa equipe no último dia 22 de outubro de 2019, antes de entrarmos em contato com a PMU e a segunda imagem, logo após no dia 11 de novembro de 2019 já sem a parasita…

A primeira imagem foi o gatilho para esta matéria e para nós será um simbolo de vitória na promoção da restauração e reabertura do local, pois através da mesma conseguimos uma das maiores obras já realizadas no Teatro Grande Otelo e pela cultura da população uberlandense por quase duas décadas, que foi a retirada da planta parasitária, perguntamos para vários vizinhos se alguém tinha visto qual foi o anjo que retirou a parasita, mas ninguém soube nos responder, mas acreditamos fielmente que esta foi uma nobre ação da PMU buscando restaurar não somente a nossa cultura, mas também a sua própria dignidade institucional e política, hoje esta imagem é uma vergonha, mas amanhã será parte de um passado sombrio e bem distante.

O Teatro Grande Otelo precisa de você, assine a Petição Pública.

Atendimento da Prefeitura

Como forma de auxiliar no resgate da imagem da cultura popular de Uberlândia e do Brasil, buscamos contato com a secretaria de comunicação, motivo este que promoveu a resolução da retirada da planta parasitária, onde inicialmente acionamos um de nossos agentes comunicadores na cidade, que coincidentemente já estava em contato com a equipe da PMU em um grupo criado no WhatsApp pela própria secretaria, chamado “Bairro Daniel Fonseca” pela secretaria, onde acreditamos que o grupo seria para se aproximar dos moradores e, durante o atendimento tínhamos como administrador do grupo um atendente intitulado como “~Fale com Odelmo Leão”.

Vale lembrar que, quando um de nossos agentes comunicadores assumem o atendimento do PRONEC – Programa Nacional de Educação e Cultura, como uma instituição temos a ciência do disposto no art. 932 do Código Civil, que prevê a responsabilização objetiva do empregador pelos atos praticados por seus empregados quando no exercício de seu trabalho ou em razão dele, onde assim, assumimos e compreendemos nossas ações em sua integra.

No tratamento sobre a finalidade do grupo “de ordem pública” criado, onde a PMU através de sua secretaria de comunicação, disse sobre a ação em seu site:

“É onde temos oportunidade de falar um pouco do que a Prefeitura está realizando e, também, ouvir todos nós anseios, dúvidas, dificuldades, reclamações e, principalmente, sugestões. É ouvindo a população que estaremos realizando ações para melhorar a vida de todos”, afirmou. Ver mais aqui.

Inicialmente prestigiamos muito a ação e seguimos nestes mesmos anseios, onde contatamos a secretaria de comunicação até mesmo pelo site da PMU mediante o protocolo 2019142955, e também por via WhatsApp acreditando obter um melhor nível de comunicação e agilidade na resposta, mesmo que no tocante ao que aplica-se no art. 2º da Lei Federal n. 8.429, Lei nº 4.898/1965, Lei 13.460/2017 e demais que, inicialmente deixaremos fora de questão.

Como a administração é municipal, assim como o Teatro Grande Otelo, estabelecemos questões de como se encontravam as obras de reativação do mesmo, mas para a nossa surpresa além de não obtermos resposta, fomos excluídos do mesmo grupo público que, se dizia disponível para “dúvidas, dificuldades, reclamações e, principalmente, sugestões” e, em um país democrático a própria secretaria de comunicação da PMU segue excluindo moradores e eleitores por não terem argumentos diante de perguntas básicas que comprometem questões de descaso junto a população, onde o desfecho é ainda pior do que poderíamos imaginar, confira abaixo o andamento das solicitações junto ao WhatsApp, onde anteriormente estávamos auxiliando a comunidade e a PMU em outras questões, que deixamos de lado por fazer parte de uma outra história, onde apresentamos inicialmente o seguinte conteúdo da conversa, com a imagem do Teatro Grande Otelo e a planta parasitária.

PRONEC 22/10/2019: Aproveitando a oportunidade, estando ciente do respeito e consideração que a atual administração pública tem pelo patrimônio cultural da cidade de Uberlândia, aponto a seguinte questão…

Na data de hoje 22/10/2019 em passagem frente ao Teatro Grande Otelo, foi com a alma entristecida que visualizei parasitas se tornando árvores em sua fachada, conforme exposto na imagem em anexo.

De acordo com o TJMG – Tribunal de Justiça de Minas Gerais, o mesmo em fevereiro de 2017 estabeleceu o prazo de 18 meses para a Prefeitura Municipal começar a fazer as obras no Teatro, onde atualmente estamos com mais de 32 meses, ou seja 14 meses acima do estabelecido pelo TJ, e o patrimônio referido ainda se encontra mais deteriorado que antes e em pleno abandono, assim como se encontra a cultura destinada ao mesmo em benefício da população.

Como filho natural de Uberlândia, desenvolvo atividades ligadas a educação e cultura, onde acredito que a importância do Teatro Grande Otelo não se reserva a um bairro, ou nem mesmo a nossa cidade, mas sim para o nosso país em um todo, acredito que este não é o reflexo da imagem cultural que desejamos passar para o mundo, assim sendo, desperto o interesse de que nos forneçam uma data ou uma solução, mesmo na absoluta certeza de que as providências estão sendo tomadas e serão realizadas pela vigente administração.

Ao obter este retorno da PMU, de como andam os cuidados com o nosso Teatro Grande Otelo e com a educação e cultura de nossa cidade, irei gritar aos quatro cantos do mundo, me tornando um divulgador natural das boas obras desta administração em prol de que dias melhores perdurem, sempre. Obrigado!

Comentário PRONEC: Sabemos que, se trata de uma pergunta que causa um certo desconforto da parte, que, de alguma forma tentaria retardar a mesma, ou até mesmo apelar para o pior, fato este que não acreditávamos ser possível, mas o pânico foi instaurado. Vale lembrar que, temos todos os prints na íntegra destas solicitações arquivadas, porém apresentamos aqui as questões em texto para facilitar a leitura e acompanhamento, onde 5 dias após a nossa primeira fala acima obtivemos o seguinte retorno:

~Fale com Odelmo 27/10/2019: Amanhã verifico como está a situação judicial do teatro. @Larissa – PMU passe a resposta aqui, por favor.

Larissa – PMU 27/10/2019: Ok

Comentário PRONEC: Como a resposta não veio no dia seguinte conforme o combinado, aguardamos mais 3 dias e no dia 31/10/2019 marcamos a conversa em que prometiam verificar no dia seguinte, no dia seguinte e em mais 5 dias e novamente fomos ignorados, em mais 13 dias tornamos a enviar lembretes, tudo sem comunicação.

Em todo o período estivemos sempre ativos durante os diálogos com o grupo, moderando e auxiliando quem deveria se portar como moderador e ajudando os moradores, porém acreditamos que o gatilho para a nossa exclusão do grupo se iniciou após uma tentativa de alertarmos a necessidade de se investir também em educação, que começou com a seguinte postagem de ~Fale com Odelmo.

~Fale com Odelmo 07/11/2019: 

~Fale com Odelmo 07/11/2019: O Prefeito Odelmo sempre foi muito justo. Daí a César o que é de César. Anunciamos as emendas no orçamento e quando chegarem os recursos serão também anunciados. Como por exemplo, a UBSF Shopping Park, cuja qual será assinada a ordem de serviço, para início das obras nesta tarde.

Comentário PRONEC: Como o foco do PRONEC é Educação e Cultura, começamos a ler item por item e não encontramos um único centavo destinado para a mesma finalidade e, isto não se reservou apenas ao deputado Odelmo Leão, mas também se estendeu aos demais deputados, entre eles Weliton Prado, Aécio Neves, Lincon Portela e Eduardo Barbosa, listando recursos destinados apenas aos seguintes interesses: Atenção Especializada em Saúde, UBS Shopping Park, Hospital Municipal, Programa Esporte e Lazer / Vida Saudável, Van / Ônibus para a saúde, Trator / Implementos agrícolas, Atenção Básica de Saúde, Recapeamento em Vias Urbanas, Equipamentos Odontológicos, APAE Uberlândia.

Ao percebermos a falta de investimento em Educação e Cultura, marcamos a imagem postada acima com os dizeres abaixo, citando uma matéria do G1 de título “Investir em educação aumenta a riqueza de um país? Nobel de Economia responde“.

PRONEC 07/11/2019: Tudo muito bom, tudo muito lindo e digno de meu respeito e consideração, mas por um lado me entristece ao mesmo tempo ao ver que a educação sempre esta de fora, devemos mudar nossa cultura de que a educação não é tão importante, muito pelo contrário pois, a mesma pode praticamente aniquilar todos estes investimentos a médio e longo prazo http://g1.globo.com/economia/blog/samy-dana/post/investir-em-educacao-aumenta-riqueza-de-um-pais-nobel-de-economia-responde.html 

Comentário PRONEC: Um morador, que iremos classifica-lo como Morador A, efetuou o seguinte comentário.

Morador A 09/11/2019: 👏👏. A educação transforma o mundo…..

Comentário PRONEC: Marcamos o comentário do mesmo com a seguinte resposta.

PRONEC 07/11/2019: Pena que é igual as obras de rede de esgoto, o investimento é alto mas como ninguém vê, não dá votos! Na educação o investimento é alto e se vê apenas a longo prazo, acredito que isto desmotive nossos políticos de serem melhores do que já são, acho que precisamos de mandatos de 20 ou 40 anos rs.

Comentário PRONEC: Não tocamos neste assunto por definir interesses políticos, levantamos o assunto por questões culturais de nossa política em não dar o valor necessário para a educação, assim como para a cultura brasileira e assim dois dias se passaram, onde o silêncio foi quebrado no grupo com um vídeo de uma queixa do Morador B referente a calçada de uma  Escola Estadual.

Morador B 09/11/2019: 

Comentário PRONEC: Entre queixas diversas no grupo que, não citaremos aqui para não desviarmos ainda mais do assunto, mas que seguimos moderando, onde cobramos novamente notícias do Teatro. 

PRONEC 09/11/2019: Se por aí tiver notícias do andamento de nosso Teatro Grande Otelo, ainda estamos ansiosos em saber!

Comentário PRONEC: Os comentário no que se referia a Escola continuaram e assim dissemos que…

PRONEC 09/11/2019: “Vale lembrar que se trata de uma escola estadual, portanto acredito que a responsabilidade é do estado”.

Comentário PRONEC:

Como defendemos a PMU atribuindo a responsabilidade para o Governo do Estado, dissemos na sequencia as seguintes palavras.

PRONEC 09/11/2019: “Esta difícil agora, mas acredito muito neste nosso governador, ele esta trabalhando para mudar esta realidade, teremos dias de glórias em breve.”

Comentário PRONEC: Talvez o nosso otimismo tenha colocado a nossa cabeça a prêmio, pois para algumas pessoas o otimismo não soa bem quando o mesmo é dirigido para um opositor e, em um ambiente onde se deseja divulgar os próprios méritos ignorando a democracia, assim como a naturalidade das pessoas em comentarem no que elas acreditam atualmente sem foçar algum tipo de meritocracia, que acreditamos dever ser de ordem natural e não imposta.

Uma Moradora C, inclusive funcionária pública estadual que certamente ainda esta com problemas para receber os seus salários, marcou a nossa conversa de otimismo diante do Governo do Estado, dizendo…

Moradora C 09/11/2019: Também acredito.

Comentário PRONEC: O otimismo estava instaurado no grupo, até que postamos o seguinte vídeo…

Tão logo a secretaria de comunicação marcou o nosso vídeo acima, dizendo…

~Fale com Odelmo 09/11/2019: Interessante, Minas não tem extração de petróleo. Acho que o Governador poderia falar mais o que vai fazer em MG, porque até agora não sentimos os reflexos de nenhuma melhora, Minas não pode mais ficar como está.

Comentário PRONEC: Assim como o Governador Romeu Zema, sabemos que em Minas “ainda” não tem petróleo, porém nosso governo tem olhos que vão além de suas fronteiras não ficando restrito há um bairro ou uma localidade, assim comparou e exemplificou as empresas estatais motivando a privatização das mesmas incluindo as de Minas Gerais, é claro, não compreender isto para nós seria o mesmo que, não termos um retorno sobre o Teatro Grande Otelo, apenas por não estar em nosso bairro, o mesmo é de nosso município e somos brasileiros atualmente envergonhados internacionalmente.

Se permitirmos ser silenciados, assim como nos retiraram do grupo e intimidaram outros depois que vários se revoltaram e saíram, é uma afronta a democracia e em pouco tempo irão tentar nos convencer de que não utilizamos petróleo em Minas Gerais e, que os seus preços exorbitantes não alteram o nosso padrão de vida, tendo em vista que a privatização da Petrobras nos renderá uma queda de 30% nos preços dos combustíveis para o consumidor final, talvez seja esta a motivação da PMU descrever em seu site que, o Teatro Grande Otelo é uma referência importante no espaço urbano e também para a comunidade artística e que, reconhece seu valor histórico, cultural e simbólico enquanto um Teatro e que é parte da construção da cidade e da identidade de seu povo, mesmo se desmanchando abandonado por quase 20 anos e deste período quase 12 anos na gestão de Odelmo Leão Carneiro, certamente é por isto que ninguém gosta de tocar no assunto do Teatro. E assim continuamos com os diálogos no grupo…

Morador D 09/11/2019: Voces cobra do governo nos devemos cobrar de voces ate agora nao vi nada o ano que vem tem eleição vao ter que mostrar serviço rápido.

~Fale com Odelmo 09/11/2019: Aí é piada né? Você não viu nada que mudou em Uberlândia?

Comentário PRONEC: Vejam acima, a própria secretaria de comunicação acondicionar a fala de um cidadão como uma piada! Pobre Odelmo, estão destruindo a sua carreira politica, talvez por algo sentimental e pessoal, talvez se trate de uma espécie de administração que acredite que a PMU é deles e não do povo que os elegeram.

Morador D 09/11/2019: Vai ter muito gente nova nas proximas eleicao
Morador D 09/11/2019: Me cita alguma coisa que fizeram no Daniel Fonseca uma ponte que pro nos nao vai servir pra nada.

PRONEC 09/11/2019: Acredito sim que melhorou muita coisa em Uberlândia, porém são 3 anos de administração faltando 1 para a eleição, já no que se refere ao governador é apenas 1 ano de administração faltando 3 para a eleição o que muda muito os resultados, não justificando uma cobrança mais árdua, pois assim como o Sr. Gilmar deixou a prefeitura falida há 3 anos o Sr. Pimentel fez ainda pior há 1 ano..

Morador D 09/11/2019: Eu nao entendo tanto dinheiro gasta com ponte e tanto coisa pra fazer na educação saude alguém me explica pra tanta ponte.

Comentário PRONEC: Fomos marcados pelo Morador B em nosso texto acima que diz… “Acredito sim que melhorou muita coisa em Uberlândia… “…

Morador B 09/11/2019: Concordo que existe melhorias ,,, mas não concordo em aplaudir nada disso pois estão fazendo nada mais nada menos que a obrigação…. estão sendo bem pagos para fazer isso ,,,
REFERENTE A POLÍTICA ACHO QUE TEM QUE TROCAR TODOS ,, E NÃO ELEGER INCADOS POR OUTROS POLÍTICOS,,, ALGUNS SÃO APENAS MARIONETES,,,
#TROCATUDO

PRONEC 09/11/2019: O problema não esta no homem político, mas sim nos partidos políticos, observe que quando eles votam dizem: “De acordo com o meu partido voto sim, ou voto não” pois quem manda e dita as regras é o partido, por isto tenho admirado o partido NOVO que esta mostrando que eles remam contra a maré da corrupção.

Comentário PRONEC: No ato desta fala, nem mesmo imaginávamos que, Odelmo Leão Carneiro era do PP  Partido Progressista ou o mesmo partido do famoso “Quadrilhão do PP”, tão citado na operação Lava Jato que iremos falar mais abaixo.

Morador D 09/11/2019: Eu nao entendo nos precisando de uma creche eles fazendo ponte nao do conta disso nao fico ate nervoso a cabeça desses secretários eles nao preciso deixar um filho numa creche tem dinheiro pra pagar baba.

Comentário PRONEC: Fomos novamente marcados em nosso texto que diz… “Acredito sim que melhorou muita coisa em Uberlândia… “ porém desta vez pela secretaria de comunicação ~Fale com Odelmo no seguinte

~Fale com Odelmo 09/11/2019: No primeiro ano de mandato de Odelmo a cidade já começou a andar. Ja o Estado de Minas não vi nada ainda. Se quiser posso enviar aqui tudo que foi feito nos últimos 3 anos, vai ser ótimo para refrescar a sua memória! Topa? E você me manda o que o Governador fez no primeiro ano de mandato..

Comentário PRONEC: Perceba o nível de comunicação, continuamos…

Larissa – PMU 09/11/2019: Onde o NOVO rema amigo? O único estado que tem o NOVO no governo é Minas, e não vejo os deputados do NOVO indo contra o partido nao.. 

Comentário PRONEC: Pena que não tivemos tempo para enviar para a Larissa – PMU e ao ~Fale com Odelmo o link social de nosso Governador, onde ela poderia se informar e até mesmo listar o que o Romeu Zema tem feito pelo estado de Minas Gerais junto ao link https://www.facebook.com/RomeuZemaOficial/ um fato curioso é que, mesmo com apenas um ano de administração, não conseguimos ver uma única vez o nosso governador citar o nome do ex-governador Pimentel como o culpado de tudo, assim como a administração pública de Uberlândia sempre insiste em atribuir a culpa ao ex-prefeito Gilmar Machado, mesmo depois de três anos na PMU, sendo que, antes da gestão de Gilmar tiveram mais dois mandatos seguidos com o nosso Teatro Grande Otelo sempre destruído.

Após a fala de Larissa – PMU marcamos ~Fale com Odelmo na seguinte fala “No primeiro ano de mandato de Odelmo a cidade já começou a…” onde nos disseram que, enviariam o que Odelmo havia feito nos últimos 3 anos, dizendo em um tom sarcástico de comunicação que, seria ótimo para refrescar a nossa memória! Perguntando se topávamos? Solicitando que, nós mandássemos o que o Governador havia feito “em apenas um ano” de mandato e, assim dissemos…

PRONEC 09/11/2019: Opa mande sim! Aproveita e me diga como esta o Teatro Grande Otelo, que parece que todo mundo tem medo de responder.

~Fale com Odelmo 09/11/2019: Vixe! Engano seu, está do mesmo jeito que o PT deixou, pois continua em demanda judicial. Aliás, lá em 2012, estávamos com projetos prontos e o PT Judicializou o processo! Bem simples assim..

Comentário PRONEC: Voltamos a lembrar que, a mesma administração de Odelmo Leão foi quem entregou para o “PT” depois de dois mandatos seguidos o mesmo Teatro Grande Otelo abandonado e foi nesta gestão que em 2017 a PMU foi intimada a iniciar as obras, conforme nossa resposta que reenviamos abaixo.

Com o intuito de auxiliar não a secretaria de comunicação por ser incomunicável, mas sim ao Prefeito Odelmo Leão Carneiro se, antes de toda esta enrolação tivessem nos dito: O Teatro Grande Otelo em 2012 tinha um projeto pronto de restauração e reativação, porém na gestão anterior de Gilmar Machado o mesmo foi judicializado e não podemos prosseguir sem que a ordem judicial seja estabelecida, onde seguem em anexo o proces... com palavras certas e com respeito, tudo isto poderia ter sido evitado, as pessoas não sabem com que estão tratando se esquecendo que todos devem ser bem tratados e respeitados indiferente de seus cargos, nível social ou financeiro, mesmo que estas pessoas façam parte de um bairro excluído pelas administrações públicas de Uberlândia. Voltamos a citar o seguinte no grupo…

PRONEC 09/11/2019: De acordo com o TJMG – Tribunal de Justiça de Minas Gerais, o mesmo em fevereiro de 2017 estabeleceu o prazo de 18 meses para a Prefeitura Municipal começar a fazer as obras no Teatro Grande Otelo, onde atualmente estamos com mais de 33 meses, ou seja 15 meses acima do estabelecido pelo TJ, e o patrimônio referido ainda se encontra mais deteriorado que antes e em pleno abandono, assim como se encontra a cultura destinada ao mesmo em benefício da população.

~Fale com Odelmo 09/11/2019: Obra não! Projetos! Estão prontos! Dinheiro ainda pagando as contas do Gilmar Machado, do PT/MDB. Faliram a cidade. 

PRONEC 09/11/2019: Difícil né! Comentem abaixo o que você acha deste atendimento da secretaria de comunicação. Normalmente bloqueamos apenas comentários de baixo calão e demais de seguimento, seguindo a democracia, sem lhe excluir.

~Fale com Odelmo 09/11/2019: Uberlândia voltou a ter cultura🎭 coisa que no período de 2013 a 2016 não existia!

Comentário PRONEC: Na verdade, desde 2002 não existem cuidados com a cultura uberlandense, não é somente o nome de nosso Grande Otelo que esta sendo execrado, mas existe um Teatro, existe uma história, existe uma população sendo pisoteada e desmerecida em seus critérios, pelo que compreendemos como improbidade administrativa.

Morador D 09/11/2019: Nao entendo dinheiro pra fazer pontes a prefeitura tem.

Comentário PRONEC: A conversa se estendeu com alguns moradores reclamando a questão de falta de creches no bairro, falta de praça pública, projetos sociais, reclamações de verbas destinadas a pontes e até mesmo alguns moradores elogiando a secretaria de comunicação, no objetivo de obterem vantagens em suas solicitações que, fielmente esperamos que consigam, mas no mesmo objetivo o nosso Teatro Grande Otelo se encontra como esta.

Diante de uma possível falta de entendimento de um morador a secretaria de comunicação da PMU respondeu ao Morador D na seguinte questão… “Nao entendo dinheiro pra fazer pontes a prefeitura tem.” quando se trata de transmitir uma informação para um morador desinformado, dizer que o mesmo tem “entendimento zero” é deselegante e um tando quanto grosseiro para uma secretaria de comunicação, que por várias vezes apresentou um comportamento inadequado para alguém do mesmo seguimento, confira a resposta e o vídeo que enviaram em anexo, assim como a expressão de seu próprio verbo…

~Fale com Odelmo 09/11/2019: Percebo nitidamente que de orçamento municipal seu entendimento é zero, então vamos a primeira vídeo aula.

Comentário PRONEC: Não desejamos dividir opiniões, mas acreditamos que, uma atendente de uma secretaria de comunicação falando por uma instituição como a PMU em sua gestão, não pode usar de rispidez com o seu público, como se estivesse falando com os seus cachorros ou com o seu próprio marido ou esposa, as pessoas querem sim ser ouvidas e querem respostas dignas de um cidadão.

Respondemos em um outro comentário de um morador que disse: “Na minha opiniao uberlandia melhorou muito sem apoio governo estadual federal o nosso prefeito ainda ta fazendo muito pela nossa cidade” quando em resposta criticamos a forma abrasiva da secretaria de comunicação da PMU se dirigir aos moradores, onde dissemos “Concordo, mesmo com uma assessoria destas ele ainda faz milagres” e assim fomos marcados em nossa fala como a seguinte resposta da secretaria de comunicação.

~Fale com Odelmo 09/11/2019: Hum? Você está redondamente equivocado, tanto que estamos te passando as informações em pleno sábado a noite. Certo?

PRONEC 09/11/2019: Mas querer comparar e apresentar trabalhos de 3 anos da prefeitura com o de 1 ano do estado é duro, né! Vocês como atendentes não devem atirar pedras no estado, e nem mesmo serem ríspidos com os moradores mesmo que, eles se mostrem estressados, mesmo que você tenha se pre-disposto ha atender fora de expediente, mostre o problema mas deixe para que o público crie o motim, quando temos teto de vidro não podemos atirar pedras no telhado dos outros.

Comentário PRONEC: Talvez seja este mais um problema da secretaria de comunicação da PMU, por não ser coerente em suas respostas e por não responder perguntas que, foram por várias vezes apresentadas sem que houvesse nenhum retorno, tentar uma aproximação com os moradores, sem que se tenha operadores devidamente preparados psicologicamente, pode ser realmente um tiro no pé, principalmente quando se trata de um Teatro abandonado por inexplicáveis 18 anos, sendo 11 anos de um mesmo prefeito em seus 3 mandatos.

PRONEC 09/11/2019: Agora que começou a chover em Uberlândia, certamente também era culpa do Gilmar, afinal é mais fácil ter alguém para culpar do que trabalhar.

Larissa – PMU 09/11/2019: Certamente a prefeitura está fazendo o que lhe cabe, recapeando várias que são linhas de ônibus, construindo pontes, viadutos, fazendo alterações no trânsito pra melhorar o fluxo, sinalizando a cidade, desenvolvendo programas pra diminuir as filas da saúde, inclusive com atendimento cuja obrigação é da União. Pedimos agora, que a população esteja consciente e cuidem dos seus quintais, dos lixos que devem ser descartados em local correto, da água parada!!!.

Comentário PRONEC: Realmente acreditamos nisto, só quereríamos saber como esta o nosso Teatro Grande Otelo, porém a falta de respeito na comunicação continuou, não digo de nossa parte ou da parte dos moradores estressados por terem um bairro, sem praça, escola, creche, posto de saúde e demais necessidades sociais, estando como um bairro esquecido pelo poder público, aponto a falta de postura da secretaria de comunicação que, mesmo em um vídeo instrutivo que, poderia ressoar favoravelmente ao prefeito Odelmo Leão, apresenta o mesmo como uma vídeo aula, marcando a nós e ao Morador D que, mesmo sendo considerados os membros do grupo pela PMU como analfabetos, deveria se ter o mínimo de respeito e consideração, conferimos na fala abaixo…

Fale com Odelmo 09/11/2019: Segue a sua vídeo aula de como acontecem as coisas que dependem de compras no Poder Publico, seja ele municipal, estadual e ou federal..

Comentário PRONEC: Na resposta abaixo a secretaria de comunicação da PMU marcou apenas o Morador D.

Fale com Odelmo 09/11/2019: O recurso que está fazendo toda a mobilidade urbana de Uberlândia é do Governo Federal e não pode ser utilizado para outro objeto. Fui clara, ou você não entendeu? Geralmente, esse jargão que você utiliza é muito usado no meio petista.

Comentário PRONEC: O tom agressivo utilizado tipo “Fui clara, ou você não entendeu?” e ainda chamar um morador de “petista” fazendo isto descontroladamente em nosso privado, certamente não foi uma forma de elogio, sendo ou não integrante de um grupo partidário ou em respeito a sua ideologia, porém talvez até seria um elogio diante do fato de Odelmo Leão ser pela terceira gestão eleito estando afiliado ao mesmo partido PP que, chegou a mudar de nome e imagem devido ao desgaste na operação Lava Jato, sendo o Quadrilhão do PP antigo Partido Progressista, agora chamado apenas de Progressistas, sendo um dos partidos com mais investigados na Operação Lava Jato, onde em um caso único na operação o Ministério Público Federal do Paraná moveu ação contra o partido por improbidade administrativa e, não somos nós quem dissemos isto, veja você mesmo no G1 através do link http://g1.globo.com/jornal-nacional/noticia/2018/04/progressistas-e-um-dos-partidos-com-mais-investigados-na-lava-jato.html agora se estão ou não participando do Quadrilhão do PP não sabemos e nem temos provas ou acusações, fica para você leitor decidir, afinal este é um espaço democrático, só queremos o nosso Teatro Grande Otelo vivo e operante.

Fale com Odelmo 09/11/2019: Há quantos anos existe o Daniel Fonseca?

Morador D 09/11/2019: Ums 65

Comentário PRONEC: Veja só isto, a secretaria de comunicação da Prefeitura Municipal de Uberlândia não sabe quantos anos tem o bairro Daniel Fonseca, realmente vieram de outra cidade ou estado para administrar Uberlândia e, o Morador D, talvez por não imaginar que estavam concluindo e acreditando ser um bairro novo, ainda responde humildemente que tem uns 65 anos e, o silêncio imperou novamente na questão, pois um bairro com mais de 65 anos ignorado por completo pela PMU é realmente um absurdo e, dizem que “a forma como as pessoas do grupo estavam lhes tratando era grosseira e que, eles a PMU não tem nenhum grupo desse jeito” talvez por tentarem se comunicar com um bairro, sem educação, sem lazer, sem creche, sem praça, sem posto de saúde e sem demais necessidades básicas e projetos sociais, para piorar a situação o bairro conta com uma granja, que era para estar no setor industrial e que exala forte cheiro nas madrugadas inclusive nas noites de ceia de natal, estando os moradores esquecidos pelo poder público.

Caso você leitor consiga se comunicar com a secretaria de comunicação da PMU, oriente-os um pouco sobre a cidade de Uberlândia dizendo que, temos aqui a Zona Norte, Zona Leste, Zona Oeste, Zona Sul e a Região Central onde, também se encontra o bairro Daniel Fonseca, estando listado entre os 11 bairros oficiais da região central, isto mesmo um dos mais antigos bairros juntamente com o Centro, Fundinho, Aparecida, Martins, Osvaldo Rezende, Bom Jesus, Brasil, Cazeca, Lídice e Tabajaras e que tem mais de 65 anos.

Mensagem ao atual Prefeito de Uberlândia Odelmo Leão

Deixamos claro que, sabemos de suas dificuldades que tem enfrentado para se fazer uma boa gestão, sabemos do belo trabalho que tem feito pela cidade de Uberlândia e pela mesma comunidade, onde deixamos claro que, não desejávamos publicar esta matéria neste teor, pois mesmo com o Teatro Grande Otelo abandonado no fim de três mandatos, ainda assim tentamos contato com a parte, aqui vivemos em um país democrático, se desejar compartilhar o nosso espaço não iremos lhe excluir assim como fizeram conosco, pois os respeitamos mesmo que a sua opinião venha a se divergir com a nossa, onde novamente esclarecemos que aqui não tem ninguém contra a sua administração, se existe alguém contra você é você mesmo que, mantém uma secretaria de comunicação com moderadores que promovem a divergência dos fatos, conforme aqui exposto como se assoprassem a brasas ao invés de esfria-las, com promessas e respostas ineficazes e sem nenhum retorno satisfatório, qualquer pessoa poderia fazer os serviços da secretaria de comunicação para você, desde que sejam indivíduos que não tenham complexo de superioridade, ou que acreditam que todos os que estão à sua volta são inferiores a ele(a). Prefeito! Manter uma secretaria assim mostra que, tem alguém que manda mais do que você.

Basta o seu Nome e WhatsApp para salvar o Teatro, assine.

Questões Raciais

Em conversas com populares, percebemos que, existe um sentimento de que talvez o problema não seja cultural ou histórico, tendo passado por tantos mandatos políticos sem nenhuma ação favorável. Encontramos comentários dizendo que, talvez o problema seja de cunho racial diante do homenageado, se esta for a verdadeira questão, realmente o problema é muito mais grave, pois este homem foi Grande Otelo e mesmo que não fosse, respeitamos a memória de Sebastião Bernardo da Costa, que além de sua dignidade humana, destacou Uberlândia em níveis internacionais, homem este que de alguma forma, direto ou indiretamente tornou nossa cidade ainda mais próspera, favorecendo no emprego de muitos que hoje o ignoram desmerecendo a grandiosidade de seu nome e caráter de seu ser, onde até os seus filhos foram ignorados e dizimados em meio a sociedade.

Mas nosso Grande Otelo é um guerreiro que foi atacado desde criança, conforme o Código de Menores de 1927 que foi usado para proibir Grande Otelo de atuar no teatro, veja direto na fonte Agência Senado clicando aqui. Realmente, não somos favoráveis ao trabalho infantil, mas atualmente podemos ver a sociedade assistindo shows ao vivo de filhos de cantores renomados às 03h00 da manhã, mas se os pais tiverem baixo poder aquisitivo, é crime.

Basta Nome e WhatsApp, assine para juntos voltarmos ao Teatro

Grande Otelo: “Eu só não sou discriminado porque me tornei o Grande Otelo, mas o Benedito da Silva é discriminado, por quê? Porque ele tem pouco poder aquisitivo…”, ressaltava junto a matéria do Estadão, clique aqui e veja a maravilhosa matéria mostrando um pedacinho da grandiosidade deste nobre chamado Grande Otelo.

Veja também o que mais de 50 pessoas de Uberlândia, Cuiabá, Curitiba, São Paulo, Campo Florido e outras mais dizem do Teatro Grande Otelo no Trip Advisor clicando aqui, as palavras não são nossas são de um clamor público nacional e até internacional.

 

Entretenimento

Veja o Grande Otelo dando aula para o Trapalhões…

VAMOS AO TEATRO?

Filme realizado em 2012 durante a Oficina de Cinema Digital ministrada por Josinaldo Medeiros do coletivo Cidadela-RJ

O Teatro Grande Otelo só precisa de sua assinatura.

Matéria Balanço Geral

Nesta matéria do Balanço Geral, ainda em 2015 podemos ver a planta parasita ainda bebê, entre promessas e promessas…

Governo de Minas

Como este é um espaço democrático, vamos ouvir o que o nosso governador Romeu Zema, diz sobre a cultura e educação, sabemos das necessidades de nosso estado, porém ele esta até o ato desta matéria apenas com um ano de seu primeiro mandato, quando estiver em seu terceiro ano de seu terceiro mandato, se cobrarmos algo do mesmo, certamente terá a dignidade de ouvir e compreender o seu erro corrigindo de imediato.

 

O Teatro Grande Otelo só precisa de sua assinatura.

Ufa! Grande a matéria, né! Talvez não tão grande quanto ao descaso com a nossa cultura. Normalmente quem leu até aqui, deve ser um leitor que esteja indignado com a atual situação de abandono do Teatro Grande Otelo, ou talvez esteja apoiando ou incomodado com a nossa revolta mesmo que tardia, pois sabemos que muitos faturam com o descaso e abandono da cultura e da educação, de qualquer forma apreciamos muito o seu interesse na causa e dedicação na leitura de nosso conteúdo onde, lhe convidamos para assinar a nossa petição clicando aqui, a sua participação para nós é muito importante.

Talvez você leitor possa ser da secretaria de comunicação o que muito nos surpreende o hábito da leitura, esclarecemos que, “não todos”, mas, a maioria dos acessos a esta matéria, “por enquanto” é feito através de nossa Petição Pública que esta sendo divulgada em rede nacional e patrocinada, mesmo sabendo que uma assinatura de Uberlândia vale por duas nacionais, se julgarmos que o Teatro não será reaberto até 2020, iremos fracionar este conteúdo gigantesco em dezenas ou centenas de chamadas de leitura rápida divulgando o mesmo em massa, tudo com patrocínio, seja nesta ou na continuidade da administração pública que vier, seja ela quem for e esteja quem estiver na secretaria de comunicação, onde um dia esperamos poder descreve-la como letras iniciais maiúsculas.

Se você encontrou algum erro, divergência de informações, seja de edição, gramática ou ortografia nos informe para melhorarmos o nosso conteúdo, isto pode ocorrer devido a agilidade na edição ou até mesmo porque um de nossos editores mora em um bairro de Uberlândia sem escola, risos. Mas fiquem tranquilos, estamos ajudando ele com algumas vídeo aulas já que “o entendimento dele é zero” rs.

Obrigado pela leitura e volte, que muito em breve teremos atualizações aqui, até que o Teatro Grande Otelo seja reaberto juntamente com a dignidade do povo uberlandense e da nação brasileira, continuamos…

Artigos Relacionados

thumbnail
hover

Nike Inc.

Quem conhece a Nike deseja seus produtos e, dificilmente alguém que não a conheça, pois é a maior empresa em venda de material desportiv...

thumbnail
hover

Clara Alice Pantaleão Ribeiro

Clara Alice Pantaleão Ribeiro ama a arte e o design e tem andamento na graduação em Artes Visuais - Design Gráfico na Universidade Feder...

thumbnail
hover

Daniel Marx

Daniel Marques da Costa ou como conhecido Daniel Marx é pós graduado em criação publicitária e planejamento de propaganda, com formaç...